​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​
Top Menu
  • 02

    Imagem: Boeing 777-200, British Airways (Imagem: Divulgação)

No fim de abril deste ano realizei uma viagem de aproximadamente um mês, com destino à Europa, e tive a felicidade de sair do Brasil rumo à Londres embarcado na classe “World Traveller Plus” em um dos voos da mais famosa e consagrada companhia aérea britânica, a British Airways.

A British Airways é a maior companhia aérea internacional no Reino Unido, voa para mais de 70 países e opera no Brasil desde 1985, se consagrando como a melhor opção para o brasileiro que possui como destino final a capital britânica, ou para aqueles que voam para as principais cidades europeias, embarcando com a cia por meio de suas oportunas conexões.

Atualmente a empresa é uma das únicas do país que oferece voos diretos para Londres, mais precisamente para o Terminal 5 do aeroporto de Heathrow, com saídas diárias do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e com 5 frequências semanais do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

Informações de Voos, Frequências e Aeronaves:

Em suas duas rotas que mantém para Londres, saindo do Brasil, a British Airways opera com Boeings 777, sendo que sai do Galeão, no Rio, 5 vezes por semana com o 777-300 e de Guarulhos, São Paulo, voa todos os dias usando o 777-200 (B772).

Meu voo ocorreu no dia 24 de abril e a saída estava programada para as 15:40, com embarque no Terminal 3 do Aeroporto de Guarulhos, e chegada estipulada para as 07:05 da manhã no Terminal 5 do Aeroporto de Heathrow, em Londres, totalizando cerca de 11 horas de voo.

Check-in, Despache de Bagagens, e Embarque:

Antes mesmo de embarcar no voo que iria me levar para Londres, já percebi logo que a primeira vantagem de voar com a British era o fato de a cia ter seu check-in, despache de bagagens e embarque todos concentrados no Terminal 3 do Aeroporto de Guarulhos, já que é o terminal mais novo e moderno de São Paulo, e assim que cheguei no aeroporto, fui logo a procura do balcão da empresa.

O check-in da British só abre com 3 horas de antecedência em relação ao horário do voo, porém o check-in online já pode ser realizado 24 horas antes, através do site ou pelo aplicativo da empresa (disponível para smartphone, Ipad e Apple Watch). Aproveitei a praticidade e em menos de 2 minutos fiz o meu check-in pelo aplicativo do celular, já no dia anterior ao meu embarque, sendo que é preciso apenas colocar o código de reserva e o sobrenome do passageiro. Rápido e muito simples.

No balcão do terminal, precisei aguardar na fila convencional apenas para despachar minha mala e fui atendido alguns minutos depois por uma funcionária bastante atenciosa, que na sequência do despache, me entregou o cartão de embarque e desejou uma boa viagem.

Como eu havia me planejado para chegar cedo ao aeroporto, um pouco antes das 13h eu já estava seguindo para a entrada dos portões de embarque.

Fiquei aguardando ser chamado para embarcar acomodado na sala “LATAM VIP Lounge” e logo após umas 2 horas, já no portão de embarque, fui chamado para entrar, conforme horário previsto e sem atrasos.

Imagem: Embarcando no "grandão"  Boeing 777-200, da British Airways.

WORLD TRAVELLER PLUS:

O conceito da classe World Traveller Plus é interessante, inédito e pioneiro, sendo que a British Airways foi a primeira companhia aérea internacional do mundo a introduzir uma quarta classe em seus voos comerciais, há quase 20 anos.

Um produto econômico Premium, denominação dada pela própria empresa, é principalmente destinado a um público que viaja a negócios e que tem preferência por um valor de passagens mais acessível, e também acaba atraindo quem viaja a lazer, procurando mais espaço, conforto e privacidade. É inegável dizer que conforto, qualidade e um preço módico são as 3 características que descrevem bem a classe World Traveller Plus.

Imagem: Classe World Traveller Plus com confirguração 2-4-2.

Imagem: Assento espaçoso, confortável com ajustes automatizados.

Espaço, Conforto e Assentos:

Embarque realizado com sucesso, e eu já me encontrava a bordo da aeronave e conforme fui me direcionando até o meu assento, fui também percebendo o espaço que a empresa dispõe para as classes, passando pela First e pela Club World, até chegar no local destinado a classe World Traveller Plus, bem do meio do avião. A dimensão do espaço interno do Boeing 777-200 impressiona e o voo São Paulo – Londres da British possui 14 lugares na First, 48 na Club World, 40 na World Traveller Plus e 122 na World Traveller, totalizando 224 assentos no total.

A configuração da World Traveller Plus é de 5 fileiras horizontais, cada uma com 8 poltronas, sendo 2 em cada lateral e 4 no meio, com 2 corredores de acesso. Poltronas amplas e confortáveis na medida, possuem espaço e inclinação consideráveis. A distância entre poltronas é de 96 cm (17 cm a mais do que as poltronas da classe econômica World Traveller) e 47 cm de largura.

Imagem: Poltronas da classe World Travller Plus possuem 47 cm de largura.

Imagem: Inclinação da poltrona apropriada para proporcionar descanso aos passageiros.

Imagem: Generosos 96 cm de distância entre poltronas conferem muito espaço e conforto à classe.

As poltronas da classe também apresentam ajustes automatizados para pernas, lombar e pescoço, através de botões eletrônicos na lateral de cada assento. Eu tenho uma altura de pouco mais de 1,80 metros, e posso dizer que me senti confortável para viajar por aproximadamente 11 horas.

O Boeing 777-200 se mostrou uma aeronave bem competente para um longo voo noturno, com um espaço interno excelente, bem silencioso e que dá a impressão que nem estamos voando, apresentando uma estabilidade incrível e turbulências mínimas.

Tive a sorte de pegar a poltrona 23J, localizada em uma das laterais, logo ao lado de um dos corredores e bem próxima ao banheiro, sendo que são 2 banheiros exclusivos para a classe World Traveller Plus.

As classes do avião são separadas por cortinas e a temperatura do ar-condicionado no meu voo estava muito boa, nem muito quente e nem muito frio. A cia disponibiliza em cada poltrona um fone de ouvido, cobertor e um travesseiro, todos personalizados ao estilo britânico.

Voo programado para sair 15:40, porém saiu com 3 minutos de antecedência e depois de aproximadamente 15 minutos taxiando, o avião decolou.

Imagem: Ajustes automatizados em cada poltrona.

Imagem: Fones de Ouvido.

Imagem: Travesseiro personalizado ao estilo britânico.

Imagem: Cobertor ao estilo britânico.

Atendimento em Terra e no Ar:

Tanto em terra como no ar, percebi que a British Airways preza por um ótimo atendimento e pela agilidade e pontualidade em seus serviços, reflexo da cultura britânica de sua origem.

No voo estavam presentes comissários de bordo que eram em sua maioria ingleses e também alguns brasileiros, e logo após a decolagem o comandante nos deu boas vindas em inglês, sendo que a mensagem foi prontamente traduzida em português por uma das aeromoças brasileiras. Interessante notar que o piloto, sempre muito solicito, ia nos passando as informações de voo durante todo o trajeto e a equipe de bordo fazia questão de traduzir todas para o nosso idioma, mostrando consideração com quem não domina o idioma oficial da cia.

Posso dizer que os atendentes que me prestaram os serviços de bordo foram muito gentis e cordiais, sempre prontos para satisfazer as vontades e curiosidades dos passageiros.

Refeições e Serviço de Bordo:

Após a decolagem, veio o primeiro diferencial da classe: Uma toalhinha quente foi trazida a cada um dos passageiros e como de costume, uma comissária começou a servir um aperitivo (neste caso foi servido um pacotinho de pretzels) e no mesmo momento perguntou o que eu gostaria de beber e acabei pedindo vinho tinto para ir apreciando até a hora do jantar. Um pouco mais depois, a comissária passou novamente entregando o cardápio do jantar e do café da manhã, as duas refeições que são oferecidas em um voo noturno da cia.

Imagem: Serviço de toalhinhas quentes é um diferencial da classe.

Imagem: Como aperitivo,  um saquinho de Pretzels.

Imagem: Vinhozinho tinto para aguardar o jantar.

Imagem: Cardápio do Jantar e Café da Manhã da classe World Traveller Plus.

O jantar é dividido em 3 pratos distintos, composto pela entrada, prato principal e sobremesa, sendo que é possível escolher entre 2 opções de prato principal e os 3 pratos são servidos no mesmo momento.

Para a entrada uma saladinha de azeitonas verdes e pretas, com pepino e queijo mineiro regados com molho de ervas. Como prato principal, tinha como escolher por uma carne (lombo) grelhada, com manteiga Malbec, batatas assadas e vegetais; ou por um frango temperado com gengibre e molho de soja, acompanhado de arroz “jasmine” e repolho cozido. De sobremesa, bavaroise de maracujá.

Minha opção de prato principal foi o lombo grelhado e não me arrependi de ter optado por ele, pois ele estava bem macio, suculento e gostoso. A salada também tinha muito sabor e o bavaroise de maracujá foi o ponto alto, junto com o lombo. Percebe-se que os pratos possuem receitas bem elaboradas e que são feitos com ingredientes de muita qualidade.

Imagem: Jantar dividido em 3 etapas distintas, composto pela entrada, prato principal e sobremesa.

Imagem: Saladinha de azeitonas verdes e pretas, com pepino e queijo mineiro regados com molho de ervas.

Imagem: Lombo gralhado, manteiga Malbec, batatas assadas e vegetais como prato principal.

Imagem: Bavaroise de maracujá.

Sendo servidas duas vezes, as bebidas são bem variadas entre opções alcoólicas e não alcoólicas. Água, Sucos, refrigerantes e chás são alguns dos ofertados e fui de água sem gás e mais um pouco de vinho tinto para acompanhar todo o jantar.

Já no café da manhã, optei por uma variedade de alimentos considerada pelo menu como “light”, sendo que me foi servido um sanduíche de queijo e presunto, acompanhado de rosquinha, suco de laranja, água e café. Ah! E fiz questão também de pedir um delicioso e tradicional chá inglês.

Imagem: Café da Manhã com pão, presunto e queijo, acompanhado de suco, café e rosquinha.

Imagem: Delicioso e tradicional chá Inglês.

Na World Traveller Plus, a louça das refeições é em porcelana branca, copos/taças de vidro, talheres de metal e guardanapos de linho, conferindo à classe uma sofisticação bem próxima às “primeiras classes” e “classes executivas” das aéreas em geral, mostrando todo o potencial Premium de uma experiência diferenciada e mais personalizada para um passageiro que paga mais barato, mas que também quer um produto de mais qualidade.

A British Airways também possui comidas especiais em seu cardápio para os voos de longo curso, visando atender àqueles que necessitam de: comidas para crianças e bebês; opções Ovo-lacto-vegetariana, veganas, e vegetarianas; refeições Kosher, asiáticas, hindus e mulçumanas; comidas especiais para diabéticos; refeições sem glúten e lactose, e também refeições para outros tipos de restrições alimentares. Para aproveitar as comidas especiais, a cia orienta fazer uma solicitação através do site da empresa, com 24 horas de antecedência. Para mais informações, clique AQUI.

Entretenimento de Bordo, Conectividade e Kit Amenity

Jantar finalizado, as luzes se apagaram e chega a hora de que? Dormir? Bem, não antes de dar uma olhada nas opções de entretenimento que a telinha convidativa em minha frente, “carregava”.

O entretenimento de bordo da British, conhecido como “HighLife Entertainment” está presente em cada um dos assentos do voo, sendo que cada poltrona possui uma TV individual touch contendo muito conteúdo on demand. Vários são os títulos novos e clássicos de filmes e séries que se destacam como principal opção de diversão e “passa tempo” a bordo, compondo um catálogo atualizado mensalmente e que faz questão de trazer filmes recém saídos do cinema, por exemplo.

Além de seriados e filmes de diversos gêneros e épocas, programas de variedades, viagens e entretenimento fazem parte do menu interativo, acompanhados de jogos, músicas e rádios de todos os estilos e para todos os gostos. Ponto muito positivo para um voo de quase “meio dia”.

Imagem: TV individual touch contendo muito conteúdo on demand.

Imagem: São muitas as opções de filmes e seriados, clássicos e modernos.

O kit Amenity é simples, mas muito funcional, e é entregue em bolsinha transparente com o logo da cia, contendo máscara de dormir, escova de dente, pasta de dente, meias grossas, caneta e protetores auriculares. Junto com a mantinha e o travesseiro, o kit Amenity cumpre bem a função de tornar a classe ainda mais confortável e aconchegante.

O itinerário do voo atualizado também está presente para ser acessado na telinha a bordo, e nas poltronas é possível encontrar também o já costumeiro catálogo do “DutyFree”, e a revista High Life, publicação oficial da própria cia.

Vale lembrar que um jornal inglês, o “The Mail” foi oferecido logo no começo do voo e a aeronave que realiza o trecho São Paulo - Londres ainda não possui WIFI e entradas USB não são disponibilizadas na classe World Traveller Plus. Uma pena.

Imagem: Exemplar do jornal Inglês "The Mail" é oferecido a cada um dos passageiros.

Imagem: Kit Amenity contendo máscara de dormir, escova de dente, pasta de dente, meias grossas, caneta e protetores auriculares.

Desembarque e Terminal 5 (Aeroporto de Heathrow):

Café da manhã recolhido e em torno de uma hora o avião iria tocar solo britânico, e para finalizar o atendimento de bordo, foi entregue o formulário da imigração do aeroporto de Heathrow. Considero que o voo foi perfeito, sem grandes turbulências e sem imprevistos, e por fim aterrissamos em Londres com aproximadamente 20 minutos de antecedência, por volta das 06:40 do horário local (4 horas a mais que no Brasil).

Desembarcar no Terminal 5 do aeroporto de Heathrow é uma “experiência e tanto”, pois logo após sair do avião e passar pelo finger, eu dei de cara com um terminal extremamente organizado, bem sinalizado, bonito, e limpo, onde tudo funciona muito rápido e de forma eficiente.

O Terminal 5 é de uso exclusivo da British Airways e faz parte do grande Hub logístico que é o aeroporto de Heathrow, considerado o terceiro mais movimentado do mundo em número de passageiros e o maior do mundo em número de passageiros internacionais. O Terminal 5 é tão bacana e completo que vamos publicar um post futuro aqui em nosso blog, exclusivo para falar só sobre ele e também a respeito da nossa experiência explorando toda a sua estrutura.

Logo cedo a imigração do terminal estava com um bom movimento, mas nada tumultuado ou que fosse levar muito tempo para passar por ela, pois depois de uns 40 minutos eu já estava na área das esteiras para pegar a minha mala e não era nem 8 da manhã ainda, e eu já me encontrava no saguão de entrada do terminal, pronto para conhecer a capital inglesa.

Aproveitei que ainda precisava resolver algumas reservas e antes de pegar o metrô para o centro de Londres, fiquei curtindo a estrutura do lounge de entrada, que conta com quiosque de café da manhã, WIFI grátis (com uma excelente conexão), e estações com muitas tomadas “dando sopa”, sendo que em quase todos os assentos de espera tem uma. Muita conectividade!

Imagem: Desembarque no Terminal 5 do Aeroporto de Heathrow, em Londres.

Considerações Finais:

Totalizando um pouco mais de 10 horas de voo, digo tranquilamente que ter ido a Londres a bordo da classe World Traveller Plus da British Airways valeu muito e a experiência foi ótima, sendo que só pelo fato de poder ir até a capital britânica sem precisar fazer escalas e tendo a opção de voo diário, já é uma grande vantagem em relação a outras cias que fazem o mesmo trecho.

Destaco também o fato de ir embarcado em um Boeing 777, o que acredito ter sido primordial para o voo ter sido seguro, suave, confortável e muito relaxante.

Operações de balcão e embarque no melhor terminal do aeroporto de Guarulhos (Terminal 3), praticidade na hora de realizar o check-in online pelo aplicativo ou site da cia e a possibilidade de aproveitar a LATAM VIP Lounge antes do embarque, são mais alguns pontos a favor que colocam a British bem à frente no quesito qualidade.

É preciso lembrar também do atendimento muito bom em terra e no ar, poltronas espaçosas e confortáveis para uma classe que é Premium, mas ainda assim econômica, e das refeições saborosas e bem elaboradas servidas de maneira diferenciada. Pontos muito positivos! Entretenimento de bordo adequado para um voo longo e noturno e o fato de poder desembarcar em um terminal exclusivo da cia (Terminal 5) no aeroporto de Heathrow são os últimos pontos a acrescentar para dizer que a British Airways sabe como agradar os seus passageiros e leva os brasileiros a Londres em grande estilo.

Para finalizar, digo que se você pretende viajar para Londres ou precisa de algum aeroporto de entrada para a sua próxima viagem à Europa, usufruindo de uma experiência de mais qualidade e mesmo assim pagando um pouco menos, a classe World Traveller Plus da British cumpre bem o seu papel e vale ser considerada por todas as suas vantagens e qualidades que foram levantadas neste review.

* A viagem foi realizada a convite da British Airways, mas as informações contidas neste post review demonstram a nossa real experiência.

 

Comentários

Avatar Leitor
Pedro

Neste mundo dos aviões, aconteceu algo nos céus que pude observar aqui da cidade onde moro. Penso que muitos simplesmente observaram e não se ativeram para algo que teria um desfecho. Ora, de repente, era comum a gente observar até 3 jatos simultâneos contrailizando os céus. O que estava acontecendo?. De repente os brasileiros todos começaram a voar?. Deu no que deu. Sumiram os jatos alguns meses depois. O salário do pecado é a morte. Quem se entrega ao pecado torna-se escravo dele. Muitos brasileiros entregaram-se às cobiças dos seus corações e queimaram boa parte de suas reservas previdenciárias nas empresas aéreas… o salário do pecado é a morte…:)


Postar um novo comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados*

Fechar